Découvrez quelques-unes des meilleures motos des années 70, 80 et 90

Por acaso você é daquela pessoa que gosta muito de moto antiga?

Infelizmente sabemos que os modelos das décadas de 70 e 80 já estão super valorizadas e com preços absurdos de caro!

Então nessa matéria, mostraremos para vocês, algumas opções de motos dos anos 70, 80 e 90 que são ótimas mas por ser modelos antigos. Praticamente já são relíquias, são modelos muito valorizados no mercado brasileiro!

Então com certeza sabemos que existem várias motos interessantes que foram fabricadas naquela época.

Se pararmos para pensar sobre qual foi, ou qual é a melhor moto dos anos 70, 80 e 90 até hoje, com certeza teremos muitas opiniões diferentes. Uns vão pensar nos modelos mais simples para passeio, alguns vão dizer que preferem as trail, e também terá gente falando daquela mais esportivas da época.

Analisamos tudo isso, e fizemos uma lista com os modelos mais emblemáticos dos anos 70, 80 e 90, a grande época que marcou a vida de muitas pessoas.

1 – Honda CG125
reproduction de photos

Enfim sabemos que a Honda CG 125 é o Fusca das motos. A moto foi lançada no ano de 1976, e foi o primeiro modelo de moto que foi fabricada aqui no Brasil. Uma moto com sua mecânica bem simples e muito econômica,

Então a incrível Honda CG 125 foi líder de mercado e é até hoje. Ela acabou sendo a moto mais vendida no país. Ainda foi a grande responsável por popularizar as motos entre a maioria das pessoas, naquela época que foi feito seu lançamento e até mesmo nos próximos anos.

2 – Honda CB400

No ano de 1980, chegava a incrível Honda CB400, que foi lançada como uma moto de outra categoria, muito superior em relação ao conforto e desempenho.

Logo se tornou a preferida entre os compradores que tinham mais dinheiro. Enfim a nova modo da Honda era bem silenciosa, e tinha um motor inovador de dois cilindros com uma potência absurda em comparação aos modelos das concorrentes da época.

Apesar de ser menor que a CB750, ela foi a grande aposta da marca japonesa para a substituição, devido a importação que já havia parado por quatro anos.

A Honda CB400 permaneceu no mercado por 14 anos, isso contando com o modelo de evolução, a incrível Honda CB450.

3 – Yamaha DT180

A Yamaha DT180 foi apresentada em 1981, trazendo para o mercado um novo segmento, sendo uma moto para o uso misto.

A moto era tanto para a cidade ou também andava bem nas estradas de terra. A DT incluindo a 180N e a 180Z, ficaram no mercado nacional até o ano de 1997.

XL 250R

Aos poucos o cenário foi mudando, e no ano de 1982, a Honda lançou uma nova geração batizada de XL 250R, ela foi lançada no mundo todo e começou a rodar no  Brasil para fazer testes.

Essa moto era um projeto totalmente novo, enfim com outro design, inovando com aparências da nova década. A XL 250R, chegou mais robusta, com suas linhas mais retas e os acabamentos na cor preto, em vez de ser cromado.

Honda CBX 750F

Este incrível modelo foi comercializado no Brasil entre os anos de 1986 e 1994. A famosa Sete Galo foi a evolução da Honda CB750, a grande lenda que foi um sucesso desde o final dos anos 60, no mundo todo.

Sabemos que as primeiras CBX 750F que foram vendidas no Brasil, eram importadas, então acabou recebendo esse apelido “Sete-Galo” por conta do jogo do bicho.

Naquela época, não tinha nada igual no mercado nacional, o que fez despertar a vontade de ter ou andar nessa máquina.

Entretanto no próximo ano, a moto começou a ser fabricada aqui no Brasil, com parte das peças importadas. Enfim as Honda CBX 750F continuaram sendo fabricadas até o ano de 1994, e até então tiveram um pouco mais de 11 mil motos vendidas nesse período.

Yamaha Ténéré

Foi um sucesso na época, com o nome inspirado no deserto que foi atravessado no antigo Rali Paris-Dakar, a Yamaha Teneré foi uma moto muito robusta, também de uso misto. Naquela época ela saiu com um motor muito forte, praticamente um trator sobre duas rodas.

Ela foi lançada no mercado brasileiro em 1988, foi fabricada em Manaus e continuava seguindo o mesmo modelo da Teneré fabricada na Europa, desde 1985. Portanto o modelo foi o pioneiro em utilizar partida elétrica neste segmento.

Por fim a Yamaha RD 350

No ano de 1973, a Yamaha fez o lançamento de uma moto que com certeza marcaria de vez a história do motociclismo no mundo todo, a incrível RD 350. A produção dela foi por duas décadas e marcou muito aquela geração.

Portanto ganhou até um apelido muito cruel na época, que era “Viúva Negra”.

Desenvolvida no Japão, em 1973, a famosa “Viúva Negra” teve poucas unidades trazidas para o Brasil,  antes de proibir compra dos produtos importados.

Si vous avez aimé notre contenu, suivez nos réseaux sociaux sur *Instagram* et en *Facebook*. De plus, vous pouvez également nous trouver à *Pinterest et en *Tumblr*.

Ela trazia um motor de dois tempos, com 55cv de potência, que dava um desempenho bem acima das suas concorrentes, a RD 350 saia junto na arrancada, com a Honda CBX 750.

Enfim o modelo teve uma nova estilização após o ano de 1991, e trouxe faróis redondos e garfos diferentes. Entretanto com os pneus um pouco mais largos, pra parecer com a concorrente CBR 450SR.

Depois do Brasil liberar as importações, a RD350 acabou perdendo um pouco o espaço. Então em março de 1993, ela parou de ser vendida aqui no Brasil, mas continuou sendo feita e vendida para exportação, até o modelo sair de linha no ano de 1995.

Donc, si vous avez aimé cet article, consultez le contenu ci-dessous :

5 réflexions sur “Confira algumas das melhores motos dos anos 70, 80 e 90

Laisser un commentaire

Votre adresse e-mail ne sera pas publiée.